Perfil: Entrar · Registo ##USERNAME## · ##I18N_LOGOUT##

trabalho de parto

Conteúdos

Teste de APGAR: o primeiro exame do recém-nascido O primeiro exame do bebé para avaliar o nível de adaptação do recém-nascido à vida fora do útero.

Imagens [1]
  • Teste de APGAR: o primeiro exame do recém-nascido

Mal nasce, o bebé é pesado, medido e submetido ao teste (ou Escala) de APGAR. O teste de APGAR tem como objetivo avaliar as condições de vitalidade do recém-nascido, ou seja, o seu nível de adaptação à vida extra uterina. Saiba o essencial sobre o teste de APGAR:

  • O que é o teste de APGAR?
  • Porque é realizado o teste de APGAR?
  • Como é realizado o teste de APGAR?
  • Classificação e resultados do teste de APGAR
  • Consequências para a vida do bebé dos resultados do teste de APGAR

1. O que é o Teste de APGAR?

O Teste de APGAR consiste na avaliação de cinco sinais vitais do recém-nascido no primeiro minuto (que permite determinar o grau de tolerância do bebé ao parto), no quinto minuto (que permite avaliar o grau de adaptação do bebé à vida extra uterina) e no décimo minuto após o nascimento, atribuindo-se a cada um dos sinais uma pontuação de 0 a 2 de acordo com a condição observada.

2. Porque é realizado o Teste de APGAR?

Porque é um método simples que permite determinar se o recém-nascido precisa de ajuda para respirar ou se está com algum problema no coração.

3. Como é realizado o Teste de APGAR?

O índice de APGAR avalia a vitalidade do bebé através da pontuação de 5 parâmetros:

  • Frequência cardíaca
  • Respiração
  • Tónus muscular
  • Irritabilidade reflexa
  • Cor da pele
4. Classificação e resultados do Teste de APGAR

Resultados normais: quanto maior a pontuação do exame, melhor estará o recém-nascido.

Quanto mais próximo de 10 for a pontuação, melhor será a vitalidade do bebé e melhor será a sua adaptação à vida extra-uterina. A pontuação de sete, oito ou nove é normal e é sinal de que o recém-nascido está em perfeitas condições de saúde.

Uma pontuação de dez, especialmente ao primeiro minuto, é muito incomum, já que quase todos os recém-nascidos perdem um ponto devido às mãos e pés azuis, característica usual após o nascimento

Resultados anormais: um índice inferior a sete é um sinal de que o recém-nascido precisa de atenção médica. Quanto menor a pontuação, mais ajuda precisa para se ajustar à vida extra uterina.

Uma pontuação inferior pode ter como causa:

  • Um parto com complicações.
  • Uma cesariana (provocada por complicações no parto ou por observação de sinais de sofrimento do bebé).
  • Presença de fluido nas vias respiratórias do recém-nascido.
  • Um recém-nascido com um índice de APGAR baixo necessita de auxílio para respirar de modo a que o ritmo cardíaco regularize para valores considerados normais.
5. Consequências para a vida futura do bebé dos resultados do Teste de APGAR

Por norma, uma pontuação baixa no primeiro minuto evolui para uma pontuação normal aos cinco minutos.

É importante lembrar que o índice de APGAR é usado mais como um parâmetro e não como uma definição de prognóstico, ou seja, se o bebé tiver um APGAR baixo, não significa necessariamente que terá problemas futuros. E vice-versa.

Uma pontuação baixa não significa que o bebé vá ter problemas de saúde após o nascimento ou no futuro. Se tem dúvidas, fale com o seu médico e pergunte tudo o que precisa de saber para se sentir esclarecida.

 

Junto à sala de partos existe a sala de reanimação, onde sob uma fonte de calor radiante para prevenir a perda de calor, o recém-nascido receberá os primeiros cuidados. Assim, que o obstetra passa o recém-nascido para as mãos do neonatologista, este coloca-o sob a fonte de calor radiante onde o bebé será secado e feita a aspiração oral e nasal. Ao mesmo tempo, procede-se à avaliação da sua respiração e cor nos primeiros 20 segundos de vida.
Logo após, há a clampagem do cordão umbilical e ao 1º e 5º minutos de vida o neonatologista emite as primeiras notas para o índice de Apgar.
Dr. Armando Manuel Rainha Fernandes, Especialista em Pediatria Médica, Centro Pediátrico de Telheiras, última atualização em 16-02-2013
18 de Dezembro de 2012
Outros artigos que lhe podem interessar
Impresso em www.www.maemequer.pt

Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo.
Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre cookies.

Uso de Cookies

Este site usa cookies com o objectivo de lhe garantir uma melhor experiência de navegação. Alguns destes cookies são necessários para que este site funcione.

Outros são guardados para o reconhecer quando regressa ao site e para ajudar a nossa equipa a perceber que secções acha mais úteis e interessantes.

Não guardamos informação pessoal.

Se concorda com o uso de cookies do site Mãe-Me-Quer, por favor escolha "Concordo"

×